“Este concerto, na sexta-feira às 19:00, com entrada gratuita, é o primeiro, este ano, do ciclo ‘Músicas do Acervo’, comissariado por Adriano Nogueira”, disse à agência Lusa fonte do museu, que se referiu ao músico como “um virtuoso”.

O objetivo deste ciclo de concertos é “a divulgação e valorização do repertório da música erudita portuguesa, bem como a sua contextualização nas estéticas musicais ocidentais dos séculos XIX e XX, tendo por base o espólio de partituras do Museu Nacional da Música”, afirma em comunicado Adriano Nogueira.

Segundo o comissário do ciclo, o museu, instalado no Alto dos Moinhos, em Lisboa, “conta com um acervo de partituras de compositores portugueses ainda não inteiramente divulgadas, apesar da riqueza musical nelas contidas”.

O responsável refere compositores como João Domingos Bomtempo, Alfredo Keil, autor do hino nacional, José Vianna da Motta, Alexandre Rey Colaço, Luís de Freitas Branco, Joly Braga Santos, Ernesto de Campos Melo e Castro e Fernando Lopes Graça.

“Enquanto depositário destes registos históricos, o museu serve uma das suas missões, contudo, a valorização destas obras, através da sua divulgação pública, completa a função teleológica da atividade museológica”, frisou.

Cada concerto tem a duração de 50 minutos e “procura-se apresentar as mencionadas composições e enquadrá-las no contexto musical do qual fazem parte, a partir da execução de obras de compositores estrangeiros que marcaram aquela mesma época”.

“O público irá, assim, ser estimulado para confrontar as obras portuguesas com as composições estrangeiras, algumas delas, em geral, já do seu conhecimento”, acrescentou.

Steven Chervenkov, que toca na sexta-feira, é licenciado em Piano pelo Conservatório de Tatuí, no Estado brasileiro de S. Paulo, e graduado em Música pela Universidade de São Paulo, onde estudou piano nas classes de Eduardo Monteiro e Luciana Sayure.

Segundo informação do museu, “foi premiado em importantes concursos nacionais de piano e já se apresentou como solista em salas de concerto da capital e interior de São Paulo e em Portugal”.

O pianista fez parte do corpo docente do Guri Santa Marcelina, um projeto de educação musical e inclusão sociocultural de crianças e adolescentes na área metropolitana da Grande São Paulo, e, atualmente, frequenta o mestrado em Performance de Piano, sob a orientação de Paulo Álvares, no Instituto Politécnico de Castelo Branco.

Steven Chervenkov abre o recital de sexta-feira com a sonata “Tempestade”, de Beethoven (1777-1827), e, do programa, consta uma seleção de Prelúdios de Scriabin (1872-1915) e Fragoso (1897-1918) o Noturno em Ré Si Maior, de Fragoso, a Balada n.º 4 em fá menor, de Chopin (1810-1849), e termina com “Hommage a Chopin – Balada e Noturno”, de Heitor Villa-Lobos (1887-1959).

O próximo recital previsto, no âmbito do ciclo “Música do Acervo”, realiza-se no dia 03 de fevereiro, pelo pianista Ricardo Martins.

Em abril, no dia 09, toca o pianista João Paulo Santos, e, em maio, no dia 19, a violinista Veronika Schreiber, acompanhada ao piano por Steven Azzola.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.