O disco “Domingo – The 50 greatest tracks”, recentemente editado, reúne gravações a partir da década de 1970 até à atualidade, de várias personagens interpretadas pelo tenor espanhol de 74 anos, que atualmente dirige a ópera “Tosca”, de Giacomo Puccini, na Metropoliotan Opera House, em Nova Iorque.

A gravação mais antiga, “Ils se sont éloignés enfim!”, dos “Contos de Hoffmann”, de Offenbach, data de 1972, e foi feita em Génova, Itália, e as mais recentes, de 2005. São elas as árias de Verdi “Di quella pira”, da ópera “O trovador”, e “Brindisi”, de “La traviata”, de Bizet, “La fleur que tu m’avais jetée”, de “Carmen”, e de Penella, “Senó, q’e no me farte er való”, da zarzuela “El gato montés”, todas gravadas no Instituto de Cultura Italiana, em Budapeste.

O álbum duplo, editado pela Deutsche Grammophon, inclui vários temas de Wagner, Massenet, Leoncavallo, canções de Agustín Lara (“Granada”), Carlos Gardel (“El día en que me quieras”), entre outras, refletindo uma carreira de 58 anos, desde a sua estreia profissional, em 1957, aos 16 anos.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.