O festival tem como objetivo "a promoção da cultura portuguesa contemporânea junto do público espanhol e ainda a aproximação à comunidade portuguesa residente em Espanha", afirma a organização, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Com entrada gratuita, os concertos decorrem a 21 de setembro no Palácio de La Prensa, em Madrid, onde atuam Best Youth, Bruno Pernadas e Surma, e a 22 de setembro, na Plaça Joan Coromines, onde a rapper portuguesa Capicua se junta a Bruno Pernadas e Surma, que também atuam na capital de Espanha.

Em Barcelona, Capicua, Bruno Pernadas e Surma vão tocar no âmbito do festival de Barcelona Áccio Musical (BAM), levados pelo Portugal Alive.

Num ano em que Lisboa é a cidade convidada do Barcelona Áccio Musical, estes artistas juntam-se a outros três nomes portugueses (Pongo, Real Combo Lisbonense e Throes + The Shine), que integram a programação do BAM a convite do festival catalão, explica a organização.

Na nota de imprensa, a organização salienta a escrita "emotiva e politicamente engajada" de Capicua, a sonoridade de Bruno Pernadas que mescla vários estilos como ‘west coast’ jazz, exótica ou krautrock, a "viagem" que Surma enceta entre diversos géneros e a "simbiose perfeita" do duo Best Youth.

O Portugal Alive realiza-se desde 2014, tendo já levado até Espanha nomes como Dead Combo, Da Chick, Gala Drop ou Sensible Soccers, apresentando-se sempre em Madrid e Barcelona.

O festival é uma iniciativa do Consulado-Geral de Portugal em Espanha e é apoiado pelo Cultura Portugal, uma mostra anual da cultura portuguesa em Espanha organizada pela embaixada em Madrid e pelo Instituto Camões.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.