A feministas do punk estão a apontar todas as armas e mais algumas a Donald Trump. Depois de lançarem "Straight Outta Vagina", as Pussy Riot partilharam "Make America Great Again" - uma referência direta à campanha do norte-americano.

No videoclip da canção, o grupo intercala imagens do candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos com cenas de violência, algumas delas reais. O vídeo mostra ainda os elementos da banda a serem humilhados numa América dominada por Trump.

Nadya Tolokonnikova, uma das Pussy Riot, contou ao The Guardian que o tema foi gravado no início do ano, nos Estados Unidos, explicando que a "canção pode ser considerada uma resposta a Trump". "Acredito que a ideia de uma sexualidade feminina poderosa é muito maior do que qualquer populista megalomaníaco… A vagina é maior do que Trump", frisa, em entrevista.

Veja o videoclip de  "Make America Great Again":

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.