Mais de 300 pessoas foram assistidas no domingo, segundo dia de Rock in Rio Lisboa, a maioria devido a crises de ansiedade, insolações e queimaduras solares, disse à Lusa fonte do Hospital Lusíadas.

Com 85 mil pessoas no Parque da Bela Vista, houve "muito mais crises de ansiedade", mas apenas uma pessoa necessitou de ser transportada ao hospital devido a um traumatismo "que precisava de ser observado".

Segundo a mesma fonte, a maioria das ocorrências deveu-se a "insolações, traumatismos pequenos e queimaduras solares", mas "nada de grave que tenha envolvido grandes meios" do hospital.

O Hospital Lusíadas montou dois postos médicos no recinto. Por um deles passaram "mais de 80 pessoas" ao longo do dia em que Bruno Mars foi cabeça de cartaz.

Na 'cidade do rock' está uma equipa de cerca de 50 pessoas do Hospital dos Lusíadas para prestar assistência aos festivaleiros.

Fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (COMETLIS) adiantou à agência Lusa que apesar de ter sido "um dia com muito público, foi muito tranquilo", não tendo havido "nada digno de registo".

O segundo dia de Rock in Rio Lisboa contou com concertos de Agir, Anitta, Demi Lovato e Bruno Mars no palco mundo, sendo que os bilhetes estavam esgotados desde abril.

A oitava edição do festival Rock in Rio Lisboa começou no sábado e prossegue na próxima sexta e sábado, dias 29 e 30.

Quanto à música, o cartaz apresentará ainda com nomes como The Killers, Katy Perry, Jessie J, Ivete Sangalo e Xutos & Pontapés.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.