“Acabou de editar ‘Paris, Lisboa’, a partir do qual sairá para uma longa digressão internacional, e na agenda Salvador Sobral já tem viagem marcada para Londres, onde se apresentará em concerto pela primeira vez a 20 de fevereiro de 2020. A sala escolhida para acolher o primeiro concerto do cantor português em terras de Sua Majestade é o icónico Barbican Centre”, refere a empresa de agenciamento e produção cultural Fado in a Box num comunicado hoje divulgado.

Os bilhetes para o concerto estarão à venda a partir de sexta-feira.

“Paris, Lisboa”, o segundo álbum de Salvador Sobral, apresenta um som “mais maduro”, com várias influências e a participação de “imensos amigos”, e no qual o cantor continua “à procura”.

O disco surge três anos depois de “Excuse Me”, no qual o cantor cruzava referências de uma vida, do jazz de Chet Baker aos clássicos brasileiros de Dorival Caymmi, e quase dois anos depois de ter vencido o Festival Eurovisão da Canção, com a música “Amar pelos dois”, composta pela irmã, Luísa Sobral, tornando-se no primeiro português a alcançar tal feito.

No segundo álbum, “os músicos são basicamente os mesmos, o som da banda é o mesmo” que no primeiro, mas “um bocadinho mais maduro”, afirmou o cantor em entrevista à Lusa.

“Paris, Lisboa”, cujo título é, em parte, uma homenagem a “Paris, Texas”, de Wim Wenders, o “filme preferido” de Salvador Sobral é um “disco de influências”, mas também um disco no qual o cantor continua “à procura”.

“Eu estou sempre à procura na música que faço e espero continuar sempre. Nunca vou encontrar verdadeiramente aquilo que quero fazer, porque gosto de fazer tantas coisas, mas acho que é uma incoerência artística saudável”, partilhou.

No alinhamento dos concertos do cantor já têm entrado também algumas das 12 canções que compõem “Paris, Lisboa”.

Entre os amigos que se juntaram a Salvador Sobral, na conceção e produção do disco, estão o baterista Joel Silva, o pianista Júlio Resende, os cantores Luísa Sobral e António Zambujo, o contrabaixista André Rosinha e o guitarrista André Santos.

Atualmente, o cantor está em digressão na Polónia, onde tem atuações marcadas em Cracóvia, Katowice, Wroclaw e Varsóvia.

“Ainda este mês o cantor atua em Portugal, na cidade de Viseu (20 de abril), e segue depois para uma digressão de dez concertos na Alemanha e Suíça (entre 23 de abril e 1 de maio)”, refere a Fado in a Box.

Em maio, Salvador Sobral estreia-se nos Coliseus de Lisboa (dia 10) e Porto (dia 11). Antes, a 3 de maio, atua no Teatro das Figuras, em Faro.

Durante este ano, o músico “voltará a Espanha para visitar ou revisitar salas por onde passou em 2018, entre elas o icónico Palau de la Música Catalana em Barcelona, e viajará pelo Mundo, com concertos já confirmados nos países bálticos e Finlândia”.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.