A cantora Stacey Kent e a banda sueca Koop Oscar Orchestra atuam em Portugal, em julho, no âmbito do festival EDPCoolJazz juntando-se aos já anunciados Jill Scott e a Seal, anunciou hoje a organização.

Nos jardins do Marquês de Pombal, em Oeiras, nos arredores de Lisboa, a norte-americana Stacey Kent atua no dia 21 de julho e o som do jazz eletrónico da Koop Oscar Orchestra faz-se ouvir no dia 23 de julho, no âmbito do festival EDPCoolJazz.

“Tenderly” é o mais recente álbum de Stacey Kent, editado em novembro último, e que, “da forma intimista que caracteriza Stacey Kent, transforma os seus concertos em momentos de partilha, como se de um encontro de amigos se tratasse”, segundo a organização do festival.

“Com a já habitual influência da bossa-nova, o seu mais recente trabalho, que apresentará no palco de Oeiras, inclui a música ‘Agarradinhos’, onde a sua voz doce entoando um português com um suave sotaque americano, envolvida pela guitarra do brasileiro Roberto Menescal com quem tem uma afinidade musical emocionante”, realça a apresentação da cantora.

“Tenderly” é o 11.º álbum da norte-americana e resulta de uma produção entre Stacey Kent, os seus músicos Jim Tomlinson (saxofone e flauta transversal) e Jeremy Brown (baixo), e o compositor e guitarrista brasileiro Roberto Menescal.

No começo da carreira, Stacey Kent interpretava os clássicos norte-americanos, Bossa Nova e algumas canções de diferentes intérpretes, expandindo em seguida o seu repertório para as obras originais assinadas pelo seu marido, Jim Tomlinson, e pelo escritor Kazuo Ishiguro.

Segundo a mesma fonte, “cedo se notou o toque pessoal, a delicadeza e inteligência emocional que aplica a este vasto repertório e lhe trouxeram uma legião de fãs incondicionais”.

“Close your eyes” (1997) foi o seu primeiro álbum. Em 2003, editou “The boy next door", que foi Disco de Ouro, e, com “Breakfast on the morning tram” (2007), conquistou um Disco de Ouro, três meses após a sua edição em França.

Stacey Kent foi distinguida com o British Jazz Award de Melhor intérprete, em 2001, e o BBC Jazz Award, no ano seguinte. A sua 'performance' no álbum “Breakfast on the morning tram” valeu-lhe uma nomeação para os Grammy.

Em 2009, Stacey Kent foi condecorada pelo ministério francês da Cultura, com o título de “Chevalier des Arts et Lettres”.

A banda Koop Oscar Orchestra estreia-se neste festival, no palco oeirense.

O projeto renovado do sueco Oscar Simonsson, fundador dos Koop, está “fortemente marcado pela formação musical clássica e posterior especialização em jazz, que criou uma fusão única da música eletrónica com o jazz, num ambiente que remete para os sons dos cabarés e apaixonantes ritmos dançantes”, diz a organização.

Os Koop já atuaram anteriormente em Portugal, mas passaram por um processo de renovação, e apresentam-se em julho como Koop Oscar Orchestra, uma formação de sete elementos com a vocalista lituana Jazzu.

“Este concerto contará com um alinhamento com os temas do EP de estreia dos Koop Oscar Orchestra, que será editado em junho, mas sem esquecer os clássicos dos primeiros álbuns da banda”, adiantou a mesma fonte.

Ao longo de 13 anos, o EDPCoolJazz já produziu mais de 130 concertos, aos quais assistiram "mais de 275.000 espetadores, num ambiente intimista, perto dos palcos e sem o aglomerado das grandes multidões".

O Festival define-se como um conjunto de "espetáculos individuais, numa junção única entre música cool, história, património e natureza", segundo a mesma fonte.

A edição do EDPCoolJazz 2015 teve mais de 46.000 espetadores, em sete dias de concertos, com quatro concertos esgotados.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.