Os aproximadamente 500 sortudos tiveram de usar máscara de proteção, o que não os impediu de dançar a música do cantor pop Ivri Lider, no estádio de futebol de Bloomfield.

"É realmente genial, estou feliz e aguardo o concerto com impaciência", declarou Reut Gofer à AFP ao chegar ao estádio.

"Espero que seja o começo de um período em que possamos voltar à vida real", acrescentou.

Para entrar no estádio, os espectadores tiveram que apresentar um certificado do Ministério da Saúde que comprova a sua vacinação com duas doses do produto da Pfizer-BioNTech, que está a fornecer vacinas rapidamente ao país em troca de receber os dados biomédicos sobre o efeito do tratamento.

Israel, onde mais da metade da população recebeu pelo menos a primeira dose da vacina, começou a sair do seu terceiro confinamento progressivamente no início de fevereiro.

O acesso aos eventos culturais, ginásios e hotéis está aberto de momento apenas para os que possuem o certificado de vacinação.

Um total de 796.465 pessoas foram oficialmente infetadas pela COVID-19 em Israel e 5.834 morreram por causa da doença.

"Como a maioria de nossa população já está vacinada, depois de um ano de COVID, finalmente podemos abrir nossas atividades culturais e de lazer", disse Eytan Schwartz, porta-voz da prefeitura de Tel Aviv.

"Estamos a organizar estes eventos porque queremos ter acesso à cultura de novo, queremos voltar à nossa vida de antes. Espero que possamos encher este estádio como antes, com 30.000 pessoas", acrescentou.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.