Da plataforma de uma estação de metro da capital ucraniana, o lendário músico, de 61 anos, e o guitarrista The Edge tocaram vários clássicos da banda, como "Sunday Bloody Sunday", "Desire" ou "With or without you".

"O povo da Ucrânia não está apenas a lutar pela sua própria liberdade, está a lutar por todos nós que amamos a liberdade", disse o cantor.

Bono também fez referência aos conflitos que devastaram o seu país, a Irlanda, e os problemas que foram desencadeados com o seu poderoso vizinho britânico.

"Rezamos para que em breve desfrutem um pouco de paz", acrescentou.

A atuação surpresa de Bono - que ao longo de sua carreira colaborou em múltiplas causas, incluindo a luta contra a pobreza e a SIDA - ocorreu enquanto as sirenes antiaéreas eram ouvidas em Kiev e no leste do país, onde os combates se intensificaram.

Num momento do concerto, Bono convidou um soldado ucraniano a cantar uma versão de "Stand by me".

Entre a pequena plateia que assistiu à atuação estavam membros das forças armadas ucranianas.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.