A Correio da Manhã TV transmitiu em direito durante esta quinta-feira, 25 de fevereiro, o velório de Samira, criança de três anos que foi, alegadamente, arrastada para o mar juntamente com a irmã, pela mãe.

A emissão do canal do Correio da Manhã está a ser alvo de críticas nas redes sociais, nomeadamente entre jornalistas. "O velório em causa é de uma das crianças de Caxias. Alguém um dia tem de explicar a estes senhores da CMTV que uma coisa é ser jornalista, outra é ser um abutre. Que há um momento em que o que fazemos para ganhar a vida nos define como pessoas", escreveu o jornalista Daniel Oliveira no Facebook.

"Para a secção O Funeral Do Jornalismo Em Direto", escreveu Paulo Querido na rede social.

O humorista Diogo Batáguas também comentou o assunto. "Parece-me evidente que, no que diz respeito a questões morais, a Maya e o Nuno Graciano, que tanto vociferaram contra a validade de piadas e gargalhadas, não estão em condições de voltar a apontar o dedo seja a quem for", disse num vídeo partilhado nas redes sociais.

"Uma opinião! Quando falam do nosso Trabalho (gostem ou não) é sempre visibilidade e crescimento", disse Maya, apresentadora da CMTV, em resposta a Diogo Batáguas.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.