Nos últimos anos, os telespectadores nos Estados Unidos viram Anderson Cooper e outras personalidades da rede a beber na Times Square de Nova Iorque, entre os festejos.

A descontração dos apresentadores da CNN levou a episódios que se tornaram virais, como quando Cooper e o coapresentador Andy Cohen beberam doses de tequila. Na ocasião, Cooper parecia estar a lutar para manter a compostura.

O seu colega Don Lemon também bebeu e chegou a furar a orelha em direto para colocar um piercing.

No ano passado, Lemon fez um discurso retórico sobre o seu direito de expressar as suas opiniões. "Querem saber?", perguntou, "Podem beijar o meu rabo, não me importo. Não me importo."

Mas as chefias da CNN querem acabar com o consumo de álcool em direto, aparentemente por medo de que tais situações prejudiquem a reputação da rede de jornalismo, informou a plataforma de entretenimento Variety.

A questão foi discutida durante um evento da empresa entre a equipa e o novo presidente e CEO, Chris Licht.

"Durante a reunião, Licht disse à equipa que acreditava que beber à frente das câmaras corroía a credibilidade da equipa da CNN e prejudicava a 'respeitabilidade' junto dos telespectadores", informou a Variety.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.