Freddie Mercury morreu vítima de SIDA no final de 1991, menos de vinte e quatro horas após declarar publicamente que tinha contraído a doença.

O BIO exibe a sua biografia, dia 5 de setembro, às 22h25, na data em que se assinalam 65 anos dos seu nascimento, para revelar, o papel ímpar que desempenhou como cantor, símbolo sexual e performer, que, com os Queen, revolucionou o rock mundial.

Foi na escola, na ilha Zanzibar, localidade onde nasceu, que o começaram a chamar de «Freddie», tendo sido também aí que deu os primeiros passos na música com lições de piano.
Filho de pais indianos, Freddie era conhecido como um aluno exemplar, muito quieto e introspetivo, acabando por se formar em Design Gráfico e Artístico, conhecimentos que aplicou no projeto do famoso símbolo dos Queen.

«Bohemian Rhapsody», «Somebody to Love», «Love of My Life» e «We Are the Champions», são algumas das lendárias canções criadas por Freddie Mercury, que, graças ao extraordinário registo de voz de quatro oitavas do cantor, contribuiu para as tornar em eloquentes hinos, com expoente máximo nas exibições ao vivo, imagem de marca da banda.

Freddie dominava as multidões e os seus improvisos vocais envolviam o público num espetáculo com crescente sucesso na década de 70 e 80, enchendo estádios espalhados por todo o mundo, momentos que deram ao lendário cantor líder dos Queen um lugar na história do rock moderno.

Emissão: Segunda-feira, 5 de setembro, às 22h25 no Biography Channel

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.