Jay Asher, autor do livro "Por Treze Razões", que inspirou a série da Netflix com o mesmo nome, foi acusado de assédio sexual, tendo sido expulso da Sociedade de Escritores e Ilustradores de Livros Infantis (SCBWI - Society of Children's Book Writers and Illustrators), anunciou a instituição na passada segunda-feira, dia 12 de fevereiro.

Além do escritor, o ilustrador David Diaz também foi expulso da organização.

Lin Oliver, diretor executivo da sociedade de escritores , disse à Associated Press que Jay Asher e o ilustrador violaram o código de assédio e que foram expulsos do grupo em 2017. Em entrevista ao BuzzFeed, o autor de "Por Treze Razões" contrariou o comunicado da instituição, frisando que saiu por vontade própria.

À Entertainment Weekly, um porta-voz da Netflix confirmou que Jay Asher não está a trabalhar na segunda temporada das série "Por Treze Razões". "Jay Asher não estava envolvido na segunda temporada de 'Por Treze Razões'  A próxima temporada não será afetada de forma nenhuma", frisou à revista.

Inspirada nos livros de Jay Asher, "Por Treze Razões" acompanha a história do adolescente Clay Jensen, personagem interpretada por Dylan Minnette, que ao regressar a casa depois das aulas encontra à sua porta uma misteriosa caixa com o seu nome.

Dentro da caixa estão diversas cassetes gravadas por Hannah Baker (personagem de Katherine Langford) – uma colega de escola por quem se sentia atraído –, que se suicidou duas semanas antes. Nos testemunhos que gravou, Hannah explica as treze razões pelas quais decidiu acabar com a vida.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.