Segundo o acordo definitivo anunciado na passada sexta-feira, o fundo Apollo Global Management, da Endemol, e a 21st Century Fox, a sociedade que reúne os ativos audiovisuais de Rupert Murdoch, vão formar uma empresa comum na qual cada um possuirá 50%.

Além da Endemol, a nova empresa também terá como associada a CORE Media Group, outra produtora da Apollo responsável por, entre outros títulos, sucessos como "American Idol", e a Shine Group, resgatada há três anos por Murdock e a sua filha, e que está por trás de programas como "Masterchef" ou "The Voice".

A direção geral da nova companhia ficará a cargo de Sophie Turner Laing, ex-diretora de conteúdos do grupo britânico de televisão BSkyB, da qual a Fox é acionista.

A nova sociedade deve ser formada antes do final do ano e realizará operações em mais de 30 mercados.

@AFP

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.