Um novo prémio para melhor curta-metragem portuguesa e uma atenção especial ao cinema brasileiro marcam a 16ª edição do Queer Lisboa, o Festival de Cinema Gay e Lésbico, que conta este ano com 91 filmes, grande parte dos quais provenientes dos Estados Unidos, Brasil e Portugal, e com primeiras exibições em salas nacionais.

Porque se assinalam as celebrações do Ano do Brasil em Portugal, a organização criou a secção «Queer Brasil», por ser um país «cuja produção cinematográfica recente tem contribuído de forma incisiva para o cinema 'queer'».

Entre os filmes selecionados contam-se curtas-metragens escolhidas pelo festival de cinema Mix Brasil, a comédia «Amores Possíveis» (2001), de Sandra Werneck, «Como Esquecer» (2010), de Malu de Martino, e «Teus olhos Meus» (2011), de Caio Sóh.

Para estimular a produção de cinema português, mesmo em tempo de cortes nos apoios financeiros, o Queer Lisboa decidiu criar uma competição para premiar a melhor curta-metragem, com um prémio no valor de cinco mil euros.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.