A Academia Portuguesa de Cinema atribuiu, pela primeira vez, os Prémios Nico, que recebem o nome do ator e realizador Nicolau Breyner, falecido em março de 2016, e reconhecem novos talentos da indústria.

"Nicolau Breyner não era apenas um grande ator, era alguém que encorajava e transmitia aos jovens a importância da capacidade de sonhar. Os Prémios Nico destinam-se precisamente a reconhecer talentos incontornáveis como foi o dele", salientou o Presidente da Academia, Paulo Trancoso.

Os premiados são o realizador Nuno Rocha, pela obra “A Mãe é Que Sabe”, ao 'designer' Igor Ramos, autor do cartaz japonês de “O Ornitólogo” (considerado um dos 10 melhores do ano a nível mundial) e ao jovem ator Miguel Cunha, pela sua participação no filme “Zeus”, recentemente premiado no Festival Caminhos do Cinema Português, com o galardão de melhor ator secundário.

Os troféus serão entregues a dia 6 de julho, durante as comemorações do sexto aniversário da Academia.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.