As paródias a Donald Trump que Alec Baldwin tem feito no “Saturday Night Live”, e que lhe valeram um Emmy o ano passado e a nomeação para outro este ano, não esgotam a inspiração do atual presidente dos EUA no ator, que vimos recentemente em “Missão Impossível: Fallout”.

Num novo filme sobre a origem de Joker, o arqui-inimigo de Batman, Baldwin vai interpretar Thomas Wayne, o pai de Bruce Wayne, cujo assassínio o levará a assumir a identidade do Homem-Morcego.

O papel é descrito como o de “um homem de negócios piroso e bronzeado à imagem do Donald Trump da década de 80”.

Apesar de Jared Leto ter interpretado o Joker em “Esquadrão Suicida” e estando previsto voltar a ele na respetiva sequela e num filme centrado na sua personagem e na de Harley Quinn, esta nova película, em estado mais avançado de produção e com estreia prevista para outubro de 2019, vai ter Joaquin Phoenix no papel do vilão homicida.

A fita centrar-se-á na origem de Joker, decorrerá nos anos 80 e o realizador será Todd Phillips, mais conhecido por comédias como a trilogia “A Ressaca”.

O argumento será do próprio Phillips em parceria com Scott Silver (“8 Mile”) e está já garantida a presença de Robert De Niro e Frances Conroy entre os atores.

Por enquanto intitulado apenas de “Joker”, o filme não integra o chamado “DC Extended Universe”, portanto a sua acção e intérpretes funcionarão de forma isolada de filmes como “Homem de Aço”, “Batman vs Super-Homem: O Despertar da Justiça”, “Mulher Maravilha” e Esquadrão Suicida”. O seu orçamento também é muito mais reduzido, de apenas 55 milhões de dólares, por oposição aos mais de 200 milhões das fitas anteriores.

Já se sabe que a classificação etária será elevada: Restricted, o que quer dizer que os menores de 17 anos só poderão ver acompanhados por um adulto.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.