Com "Aliens", os dois primeiros "Exterminador Implacável" e "Titanic", James Cameron deixou a sua marca no cinema e ultrapassou os limites da tecnologia que tinha à sua disposição.

Com "Avatar" em 2009 ainda foi mais longe, não só com a criação de novas técnicas e equipamentos de rodagem, como colocando-se na vanguarda da revolução do 3D.

Agora, com o formato generalizado, o realizador está a preparar quatro sequelas daquele que permanece até hoje o filme mais rentável a nível mundial. E embora muitos achem que é demasiado tarde para voltar a ter o mesmo impacto, prepara-se para voltar a pressionar os limites.

De acordo com o Inquisitr, a Lightstorm Entertainment, a produtora de Cameron, renovou por mais cinco anos o contrato com a Christie Digital, preparando-se para fazer "Avatar 2" e seguintes em 3D, mas dispensando os óculos.

Tudo graças a um novo sistema RGB de projeção a laser, que está a ser descrito como "laser puro", que apresentará as imagens mais nítidas, definidas e a grande velocidade, e ainda com um efeito de maior profundidade do que aquele que é proporcionado pela atual tecnologia.

O segundo filme só chega aos cinemas a 18 de dezembro de 2020, o que dará tempo aos cinemas para preparar os novos investimentos a nível de projeção para ter acesso ao novo sistema.

Os outros filmes estreiam a 17 de dezembro de 2021, 20 de dezembro de 2024 e 19 de dezembro de 2025.

James Cameron realizará todos e volta a reunir o núcleo principal de atores: Sam Worthington, Zoe Saldana, Sigourney Weaver e Stephen Lang. A rodagem começa em setembro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.