Seth Rogen é um dos muitos milhões que estão isolados em casa por causa do coronavírus e para passar o tempo, decidiu ver pela primeira vez na terça-feira à noite "Cats".

Mas não ficou por aí: partilhou as reações em "direto" sobre o filme "consagrado" pelos Razzies como o pior filme do ano passado com os seus mais de 8,3 milhões de seguidores no Twitter.

Razzies: "Óscares dos piores" no cinema foram para "Cats", Travolta e Stallone
Razzies: "Óscares dos piores" no cinema foram para "Cats", Travolta e Stallone
Ver artigo

Estava ainda num estado de espírito muito especial durante a sessão (a fotografia do ator nesta notícia é da mesma altura): como sabem os seus fãs, o ator é um grande apreciador do uso recriativo de marijuana e até escreveu e esteve ao lado de James Franco num filme chamado "Alta Pedrada".

"Estou bastante pedrado e a ver 'Cats'. Nunca vi o espetáculo da Broadway show. É verdadeiramente uma 'trip'. É suposto eu saber o que é Jellicle? Disseram-no 200 mil vezes, mas não sei o que está a acontecer, haha", foi a primeira partilha.

Mas estar pedrado não parece ter feito com que o filme com atores transformados em gatos fizesse mais sentido.

"E a escala é bizarra. Os vídeos sobre os bastidores da rodagem, que são espantosos, dizem que os cenários têm uma escala de 2,5, mas isso implicaria que os gatos tivessem tipo 27 quilos na vida real".

A forma como os"gatos" se mexem, o facto de alguns usarem caças e outros não, e a sugestão de que os responsáveis do filme queriam "fazer 35 canções malucas de apresentação de gatos" foram outras observações ao longo da sessão.

Alguns atores também mereceram atenção especial: "os pés do Jason Derulos parecem que não estão a tocar no chão", "Ian Mckellan simplesmente tem dedos normais" e "Judi Dench parece a mais fofinha", mas "está com um casaco de peles de gato que só posso partir do princípio que é socialmente CHOCANTE neste mundo".

Entre outros comentários, Seth Rogen parece claramente "impressionado" com o que os atores estão a fazer.

"'Age mais como um gato!' - o realizador de 'Cats'. 'Tens a certeza que não é esquisito?' - ator em 'Cats'. Ná, é absolutamente genial! As pessoas vão adorar isto durante décadas! É perfeito!"

Também não passa despercebido que "alguns gatos usam saltos altos, o que é engraçado de imaginar na vida real", mas fora das críticas "por uma questão de respeito" fica outro ator, Idris Elba, que tinha anunciado poucas horas antes que tinha coronavírus.

Apesar das críticas, Seth Rogen, que também tem alguns créditos como realizador, parece ter ficado impressionado ao descobrir que os atores frequentaram uma escola que ensina a agir como felinos.

"Tenho dificuldade em conseguir que os atores ensaiem tipo 20 minutos. Eles treinaram estas pessoas para lamber as mãos e esfregá-las no seu pelo durante semanas!!!", partilhou.

Toda a "trip" está disponível aqui, mas ainda houve um extra quando Jack Waz, argumentista de “Howard the Duck”, comentou que um produtor de efeitos visuais "amigo de um amigo" foi contratado para tratar de alguns planos de "Cats" e o seu trabalho consistiu unicamente em remover ânus em CGI que tinham sido criados alguns meses antes.

"O que significa que, algures, existe uma versão com ânus de 'Cats'", concluiu.

Seth Rogen apelou de imediato ao lançamento da "versão ânus de 'Cats" e o realizador Rian Johnson criou logo uma tendência, #ReleaseTheButtholeCut, sugerindo que é o que "estamos todos a precisar neste momento."

Nas últimas horas, a hashtag tem ganho popularidade, mas o jornalista Josh Spiegel notou que Shakespeare escreveu "Rei Lear" enquanto estava em quarentena em 1605 e Sir Isaac Newton descobriu o cálculo nas mesmas circunstâncias em 1665, enquanto que em 2020 " juntamo-nos todos à volta de #ReleaseTheButtholeCut".

Mais informações sobre o COVID-19.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.