Quinta-feira está a ser um dia de grandes decisões em Hollywood por causa do coronavírus, que também assustou a família de Dominic Toretto.

Pouco depois do anúncio do adiamento da estreia global de "Um Lugar Silencioso 2" sem indicar uma nova data, é "Velocidade Furiosa 9" que já não estreia a 22 de Maio.

"Um Lugar Silencioso 2" é nova baixa do coronavírus: adiada a estreia do filme em todo o mundo
"Um Lugar Silencioso 2" é nova baixa do coronavírus: adiada a estreia do filme em todo o mundo
Ver artigo

A alteração de data é a mais extrema de todos os adiamentos até agora confirmados: os fãs vão ter de esperar por 2 de abril de 2021.

Esta era a data de estreia que estava prevista para o décimo e último filme da saga em que entram Vin Diesel, John Cena, Michelle Rodriguez, Tyrese Gibson, Chris "Ludacris" Bridges, Jordana Brewster, Nathalie Emmanuel, Sung Kang, Helen Mirren e Charlize Theron.

"Sentimos todo o amor e a expectativa que têm pelo próximo capítulo da nossa saga. É por isso que é especialmente duro informar que temos de mudar a data de estreia do filme. Tornou-se claro que não seria possível para todos os nossos fãs à volta do mundo ver o filme em maio. Estamos a mudar a data de estreia global para abril de 2021, com os EUA a 2 de abril. Embora saibamos que há desilusão por esperar um pouco mais, essa mudança é feita com a segurança de todos como a nossa principal preocupação", avançou o comunicado nas redes sociais.

"A alteração permitirá que a nossa família global experimente junta o nosso novo capítulo", acrescenta.

Para além das razões de saúde pública, o estúdio Universal não poderia deixar de levar em conta outro dado de peso: o mercado internacional é determinante para "Velocidade Furiosa". Quase 82% das receitas do sétimo filme, de 2017, foram de fora dos EUA.

VEJA O TRAILER "VELOCIDADE FURIOSA 9".

A 4 de março foi o primeiro grande adiamento para causa do coronavírus: "007: Sem Tempo Para Morrer" passava de 9 de abril para 25 de novembro.

No dia seguinte, Hollywood tranquilizava os exibidores dizendo que era caso "único" e se mantinham as datas para outros filmes.

Mas a situação degradou-se rapidamente, com vários países a implementarem medidas para conter o que se tornou uma pandemia.

Metade dos dez maiores mercados de cinema estão afetados: vários países passam por perturbações e as salas estão mesmo totalmente fechadas na China, Itália, República Checa, Polónia, Irão, Líbano e Kuwait.

Na terça-feira (10), "Peter Rabbit: Coelho à Solta" tornou-se o segundo grande filme a ser adiado: marcado para 26 de março, para coincidir com as férias da Páscoa, e alterou para 7 de agosto.

Mais informações sobre o COVID-19.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.