A estreia nos cinemas da primeira sequela de "Avatar" está anunciada para 17 de dezembro de 2021 e o realizador James Cameron mantém-se otimista com essa data, apesar da COVID-19.

Tal como aconteceu com muitos outros projetos de cinema e televisão, também a produção de "Avatar" está parada desde março, ameaçando tornar ainda mais longa a espera por um novo filme, já que "Avatar" chegou aos cinemas em dezembro de 2009.

Ao todo, estão previstos mais quatro filmes, com estreias marcadas para dezembro de 2021, 2023, 2025 e 2027.

Em dezembro de 2019, James Cameron atualizou a situação: o trabalho de "performance capture" (as redes sociais da saga fazem a distinção de "motion capture") para "Avatar 2" e "Avatar 3" estava concluído e o que faltava filmar eram planos em imagem real para o segundo filme, previstos para a primavera de 2020.

Durante a fase da pandemia, as redes sociais oficiais também partilharam imagens do realizador nesse trabalho.

James Cameron preparava-se para regressar à Nova Zelândia para mais dois meses de rodagem quando o país implementou o estado de emergência no país.

Segundo explicou à revista britânica Empire, foi possível continuar a trabalhar nos dispendiosos efeitos especiais "até ao ponto em que isso é possível" coordenando de forma virtual entre a Califórnia e os estúdios Weta Digital e Lightstorm.

O realizador destacou o "lado positivo" da situação: "A Nova Zelândia parece ter sido muito eficaz no controlo do vírus e o seu objetivo não é a mitigação, mas a erradicação, o que eles acreditam que podem fazer com campanhas agressivas de rastreamento e testes".

De facto, a comissão de cinema do país anunciou o retomar das produções ainda este mês.

Com isso, James Cameron destacou que as hipóteses são "muito boas" de retomar após uma paragem de dois meses e ainda conseguir cumprir a data de estreia de "Avatar 2".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.