"E Tudo o Vento Levou" voltou a ficar disponível na plataforma de streaming HBO Max, com alguns extras de contexto histórico sobre a forma como lida "com o tema da escravatura e o seu tratamento de personagens negras".

A longa-metragem de 1939 sobre a Guerra Civil americana, que venceu oito Óscares, incluindo o de Melhor Filme e o de Melhor Atriz Secundária (para Hattie McDaniel, que se tornou na primeira mulher negra a ser nomeada e a ganhar uma estatueta dourada), continua a ser um dos maiores sucessos de bilheteira de todos os tempos (quando são calculados os ajustes pela inflação), mas a sua representação de escravos conformados e heroicos proprietários de escravos é alvo de críticas.

"E Tudo o Vento Levou" retirado do catálogo da HBO Max depois de protestos contra o racismo
"E Tudo o Vento Levou" retirado do catálogo da HBO Max depois de protestos contra o racismo
Ver artigo

A 9 de junho, foi retirado da HBO Max, num âmbito de uma revisão dos conteúdos disponibilizados nos canais de televisão quando decorrem grandes protestos contra o racismo e a brutalidade policial nos EUA e noutros países.

Na altura, foi destacado que regressaria juntamente com uma discussão do seu contexto histórico, o que aconteceu esta quarta-feira (24) com a adição de três novos vídeos.

Numa introdução de quase cinco minutos, Jacqueline Stewart, professora de Estudos de Cinema da Universidade de Chicago e anfitriã do canal de filmes clássicos TCM, salienta que "o tratamento deste filme através da lente da nostalgia nega os horrores da escravatura, bem como o seu legado de desigualdade racial".

Acrescenta que "ver 'E Tudo o Vento Levou' pode ser desconfortável, até doloroso, mas é importante que os filmes clássicos de Hollywood estejam disponíveis para nós no seu formato original. Eles refletem o contexto social em que foram feitos e permitem aos espectadores refletir sobre os seus próprios valores e convicções ao vê-los agora".

"Com os seus lendários valores de produção, cenas de referência e personagens icónicas, 'E Tudo o Vento Levou' definiu a forma como gerações têm visto a escravatura e o período de reconstrução que se seguiu", destacou antes de referir que "não é apenas um grande documento das práticas de racismo de Hollywood do passado, mas também um trabalho duradouro da cultura popular que se relaciona diretamente com as desigualdades raciais que hoje persistem nos 'media' e sociedade".

Os outros vídeos são um debate intitulado "'E Tudo o Vento Levou': Um Legado complicado", que se realizou no Festival de Cinema TCM de 2019, e uma curta-metragem intitulada “Hattie McDaniel: What a Character!” [Hattie McDaniel: Que Personalidade!] com um breve olhar sobre a atriz vencedora do Óscar.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.