Se houve alguma surpresa nas nomeações aos Óscares foi o facto de
«Ao Encontro de Mr. Banks» ter ficado fora das categorias principais, designadamente das de Melhor Filme e Melhor Atriz, para
Emma Thompson, que todos os analistas davam por garantidas. Não obstante o filme ter recebido os maiores louvores da crítica um pouco por todo o lado, acabou por ficar-se apenas pela nomeação ao Óscar de Melhor Banda Sonora Original, da autoria de Thomas Newman.

O filme centra-se na vida da escritora britânica P.L.Travers durante as negociações e a concretização da adaptação ao cinema da personagem mais célebre que ela criou, Mary Poppins,
num mítico filme produzido por
Walt Disney, protagonizado por
Julie Andrews e estreado em 1964.

Tomando como ponto de partida o facto documentado da produção ter sido difícil e a personalidade abrasiva de Travers ter dificultado muitas vezes o avanço do projeto, «Ao Encontro de Mr. Banks» centra-se numa visita da escritora à California, durante a qual ela recorda a sua infância difícil na Austrália e a relação complexa com o pai, ao mesmo tempo que vai tendo reações contraditórias ao avanço do próprio filme e à personalidade transbordante de Disney.

Realizado por
John Lee Hancock (
«Um Sonho Possível») e produzido pela própria Walt Disney Company, o filme é protagonizado por
Emma Thompson como P.L.Travers e
Tom Hanks como Walt Disney (na imagem, em passeio pela Disneyland), à cabeça de um elenco com nomes como
Colin Farrell (como o pai de Travers),
Paul Giamatti, e
Jason Schwartzman e B. J. Novak (como os irmãos Richard e Robert M. Sherman, compositores da banda sonora do filme).

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.