Numa era em que se multiplica a concorrência na indústria do entretenimento para conseguir cativar os consumidores, os estúdios de cinema continuam a apostar forte em sagas e novas versões de sucessos passados que sejam mais ou menos familiares para encher as salas de cinema.

Com poucas horas de diferença, o Deadline avançou que dois "remakes" vão avançar em Hollywood.

Um vem do cinema: a Sony está a preparar uma nova versão de "Encontro Explosivo", uma comédia de grande sucesso em 1987 realizada por Blake Edwards com Kim Basinger e Bruce Willis, este no seu primeiro papel principal um ano antes de se tornar uma estrela com "Assalto ao Arranha-Céus".

A história andava à volta de Walter Davis, um solteirão (Willis) que aceitava que o irmão lhe marcasse um "encontro às cegas" (o título original do filme é "Blind Date") com a prima da sua mulher, a deslumbrante Nadia (Basinger), que revelava ser muito tímica mas se descontrolava depois de beber um copo a mais. Como se isso não fosse o suficiente, entrava em cena um doentio ciumento ex-namorado que os descobria juntos e decidia o desprevenido Walter.

O segundo "remake" é mais antigo e vem da televisão: a série "A Ilha da Fantasia", produzida entre 1977 e 1984, que em Portugal começou a ser  exibida pela RTP a meio dos anos 80 e voltou a ser um caso de scuesso quando foi recuperada na década seguinte (mais recentemente passou na RTP Memória).

A série tinha andava à volta de uma ilha que recebia a visita de pessoas que desejavam viver as suas "fantasias", com cada episódio a cruzar histórias com tons diferentes.

O anfitrião era o senhor Roarke, sempre vestido de branco (interpretado por Ricardo Ricardo Montalban), e o seu ajudante, o pequeno Tattoo (Herve Villechaize, que se popularizara como Nick Nack, o mordomo de Francisco Scaramanga, vilão de "007 - O Homem da Pistola Dourada"), que subia ao cimo de uma torre para tocar o sino e gritava ""Ze plane! Ze plane!" para anunciar a chegada de novos convidados no início dos episódios.

Este projeto já tem rostos: a realização será de Jeff Wadlow, o mesmo de "Kick-Ass 2: Agora é a Doer" e a produção de Jason Blum, cujo estúdio Blumhouse ganhou fama com filmes baratos que rendem muitos milhões como "Atividade Paranormal", "Insidious - Insidioso" e "The Purge".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.