Os filmes “A febre de Maria João”, de Afonso e Bernardo Rapazote, e “Sagrada Família”, de Diogo S. Figueira, são os mais nomeados para a segunda edição dos Prémios Curtas, revelou o organizador, André Marques.

Os Prémios Curtas foram criados em 2023 para reconhecer o cinema português em curta-metragem e, na altura, André Marques explicou à agência Lusa que são generalistas e transversais a géneros cinematográficos, abertos tanto a filmes já premiados como a outros saídos de contexto escolar.

Nesta segunda edição, com sete nomeações, surge “A febre de Maria João”, uma viagem ao século XIX, “para o tempo dos almocreves e das guerras liberais”, como escreveu o IndieLisboa em 2023.

O filme, segunda obra dos irmãos Rapazote, está indicado para melhor Curta-Metragem de Ficção e nas categorias de representação, para Rita Rocha e José Martins, entre outras nomeações.

Também com sete nomeações apresenta-se “Sagrada Família”, uma primeira obra do realizador e argumentista Diogo S. Figueira que, segundo a sinopse, questiona ideias sobre o que é uma família e o que é sagrado, depois de uma freira ser excomungada e regressar a uma vida que inclui a filha da qual se afastou quando a sua fé falou mais alto”.

Diogo S. Figueira está nomeado para Melhor Realização e Argumento, enquanto Teresa Sobral e Beatriz Maia estão nomeadas na representação feminina.

Para o prémio de Melhor Realização estão ainda nomeados Luís Campos (“Monte Clérigo”), Marcela Jacobina (“Nobody”), Mónica Lima (“Natureza Humana”) e Rodrigo Rebello de Andrade (“Encoberto”).

Os Prémios Curtas são atribuídos ainda em categorias como Guarda-Roupa, Montagem, Fotografia, Banda Sonora, Caracterização ou Direção Artística.

Na página oficial, André Marques sublinha que a curta-metragem é um formato que “representa quase sempre as primeiras obras de jovens realizadores e realizadoras que pela sua estrutura são mais fáceis de realizar e demonstram em si a criatividade dos criadores cinematográficos nacionais”.

A cerimónia de entrega dos prémios está marcada para 6 de abril no Cinema Turim, em Lisboa, e conta novamente com apoio da plataforma de streaming FILMIN.

O júri desta segunda edição integra Edgar Morais, Inês Moreira Santos, André Pereira, Bruno Bizarro, Hugo Azevedo, Hugo Gomes, Bernardo Freire, Carolina Serranito, Teresa Vieira, Bruno Gascon, Inês Sá Frias e Filipa Amaro.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.