Uma das revelações mais espantosas quando J.K. Rowling começou a expandir o universo de "Harry Porter" foi a de que o professor Albus Dumbledore, reitor de Hogwarts, era homossexual.

A escritora acrescentava mesmo a sua amizade com outro feiticeiro, Gellert Grindelwald, era muito mais do que platónica, como se pode ver no "site" Pottermore.

No cinema, a saga "Monstros Fantásticos", escrita diretamente por Rowling, vai fazer a ponte para o universo dos livros Harry Potter e um dos destaques do segundo filme, "Os Crimes de Grindelwald", será a apresentação de Dumbledore na sua juventude.

A personagem, agora interpretada por Jude Law, deve encontrar Grindelwald, a cargo de Johnny Depp, mas segundo o realizador David Yates, não haverá nenhuma referência "explícita" a uma relação amorosa entre os dois.

"Acho que todos os fãs a conhecem. Ele teve uma relação muito intensa com Grindelwald quando os dois eram jovens. Apaixonaram-se pelas ideias um do outro, e ideologia e entre si", disse à Entertainment Weekly.

Ainda com Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol, Ezra Miller e Zoë Kravitz, "Monstros Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald" estreia em novembro.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.