Após anos de especulações, Hugh Grant ofereceu a novidade mais concreta em relação a «O Diário de Bridget Jones 3»: ele não vai participar.

«Decidi não fazer o filme, mas acho que eles vão fazê-lo à mesma sem o Daniel», referiu o ator em entrevista à rádio Free (Midlands, Inglaterra) no último fim de semana.

No papel de Daniel Cleaver, Grant foi, ao lado de Renée Zellweger e Colin Firth, um dos vértices do triângulo amoroso pelo qual passou a intriga tanto de «O Diário de Bridget Jones» (2001) como da sua sequela, «O Novo Diário de Bridget Jones» (2004). Acredita-se que os outros atores já terão contrato assinado.

A escritora Helen Fielding lançou o terceiro volume, «Bridget Jones - Mad About The Boy», em 2013, com a heroína aos 40 anos a desejar um bebé, mas a nova longa-metragem está em desenvolvimento há mais tempo. Em 2012, a produção terá parado pela mesma altura em que surgiram informações que Grant estava infeliz com o argumento, o que foi negado tanto pelo ator como por um responsável do estúdio.

Agora, essa pode ser a justificação para a recusa do ator: «Já agora, o livro é excelente, mas o argumento é completamente diferente - bem, pelo menos, como estava da última vez que o vi há alguns anos».

O terceiro filme estará a ser escrito com o envolvimento ativo de Helen Fielding e apresentará uma «versão alternativa dos eventos» que esta descreve no livro, «poupando» a vida da personagem de Mark Darcey (Firth).

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.