O pedido surgiu numa entrevista transmitida hoje, 18 de Fevereiro, no
«Charlie Rose Show».
James Cameron, nomeado ao Óscar de Melhor Realizador e Melhor Filme por
«Avatar», afirmou repetidamente na conversa com Charlie Rose que ficaria mais satisfeito se fosse a sua ex-mulher
Kathryn Bigelow a ganhar o Óscar de Melhor Realização por
«Estado de Guerra», desde que o seu filme
«Avatar»conquistasse o de Melhor Filme.

Essa divisão de prémios seria a ideal para o realizador, que sublinhou a Charlie Rose que «seria o melhor resultado possível. Porque eu sei o quanto a minha equipa trabalhou e o quão orgulhosos todos ficariam com esse reconhecimento, sabe? E repare, por mim, eu já tenho um Óscar. Aliás, já tenho alguns, sabe? E tenho imenso respeito por toda a instituição que atribui os prémios da Academia porque são o galardão máximo que se pode conquistar na minha profissão. Mas eu não preciso verdadeiramente de outro. Mas ver toda a equipa a ser homenageada, isso significaria imenso para eles. Acho que isso seria o resultado sonhado».

Mesmo assim, a ideia que o Óscar de Melhor Realizador deveria ir para Bigelow não resulta apenas do facto de Cameron já ter três em casa (Melhor Filme, Realização e Montagem por
«Titanic»). O realizador afirmou que
«Estado de Guerra» é «excelente cinema. Nós somos colocados na pele daqueles tipos. Eu estive em projecções em que vi as pessoas literalmente coladas à cadeira».

Quanto àquilo que os diferencia, embora Cameron tenha fugido à exposição da relação pessoal que teve com Bigelow (foram casados entre 1989 e 1991), reforçou positivamente a sua relação profissional. «Somos ambos dedicados à profissão e para nós tudo se resume à paixão pelo ofício do cinema... nas nossas mentes isto não é uma competição. Isso é uma narrativa imposta por outros porque dá uma boa história Eu produzi dois filmes dela, um dos quais escrevi e produzi depois de nos termos divorciado. Ela viu o
«Avatar» cinco vezes em diferentes estágios de desenvolvimento. Ela visitava-nos e era incansável a dar conselhos. Tal como o Mark Boal [argumentista e produtor de «Estado de Guerra»]. E eles partilharam comigo o
«Estado de Guerra» desde muito cedo. E eu disse-lhes «Não alterem rigorosamente nada no filme».

A 82ª cerimónia de entrega dos Óscares decorrerá em Los Angeles a 7 de Março de 2010.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.