Segundo a AFP, jornalistas de vários países, como Japão, Rússia, Brasil e Canadá, fizeram fila indiana à espera da sua vez, num ambiente de silêncio, para fazer as suas perguntas ao realizador, de 87 anos, que tem um filme, “Le Livre d’image”, a concurso no festival.

Do outro lado do ecrã, Godard, que vive na Suíça, respondia às perguntas através de 'smartphone'.

O realizador de “A bout de souffle” (“O Acossado”) apareceu meio despenteado, de cigarro e os óculos na ponta do nariz, de voz cavernosa, respondendo às perguntas durante cerca de 45 minutos.

Jean-Luc Godard deu até uma definição de cinema.

“´Voilá´. X + 3 = 1, é a chave do cinema. Mas quando dizemos que é a chave, não se pode esquecer a fechadura”, disse.

A seleção oficial deste ano do festival de Cannes inclui 18 longas-metragens em competição pela Palma de Ouro, entre as quais "Le livre d'image", de Jean-Luc Godard.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.