Kit Harington acredita que existe um problema de representatividade "queer" em Hollywood e destacou em particular a situação na Marvel.

As críticas ao estúdio foram feitas durante o Festival de Cinema de Toronto (Canadá), onde o ator de "A Guerra dos Tronos" está a representar "The Death and Life of John F. Donovan".

O primeiro filme em língua inglesa de Xavier Dolan cruza várias histórias que têm em comum John F. Donovan (personagem de Kit Harington), a estrela de uma série televisiva cuja sexualidade está muito escondida no armário até que um descuido casual coloca isso a descoberto e acaba por destruir a carreira.

Isto é algo que o ator pensa que ainda é um grande tema em Hollywood.

"Existe um grande problema com masculinidade e homossexualidade que, por alguma razão, não podem andar juntos", explicou à revista Variety.

"Não podemos ter alguém num filme Marvel que seja gay na vida real e interpreta um super-herói. Quer dizer, quando é que isso vai acontecer?", acrescentou.

Em julho, o presidente da Marvel prometeu que estava a ser pensada uma personagem abertamente LGBTQ, alguns meses após o estúdio ter sido um dos que foi destacado pela organização Gay & Lesbian Alliance Against Defamation pela falta de representatividade "queer".

Foi cortada uma cena em "Black Panther" que dava pistas sobre a relação de Okoye (Danai Gurira) e Ayo (Florence Kasumba).

Outra cena também foi eliminada de "Thor: Ragnarok" e estava relacionada com Valkyrie (Tessa Thompson), não existindo qualquer referência à sua bissexualidade ou à de Korg (Taika Waititi), ao contrário do que acontece na banda desenhada.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.