A invasão do mundo por pixéis é o tema da curta-metragem
«Pixels», de Patrick Jean, que conquistou o Cristal de Annecy 2011 (o Grande Prémio do Festival Internacional de Animação de Annecy, o maior certame do género no mundo). A vitória não foi consensual até porque, apesar da qualidade evidente do filme, «Pixels» não é mais que uma ideia engraçada e bem concretizada, mas sem profundidade para um prémio deste gabarito.

Mais bem aceite foi o Prémio Especial do Júri (uma espécie de segundo prémio do Festival) para
«Big Bang Big Boom», mais um filme visualmente impressionante de Blu, desta vez com uma mensagem mais evidente sobre a evolução da humanidade, que já tinha ganho o Cinanima.
«Switez, La Cité Perdu», de Kamil Polak, porventura o filme mais visualmente espetacular da competição de curtas, conquistou o prémio para Primeira Obra, e o argentino
«Luminaris», de Juan Pablo Zaramella, conquistou o prémio do Público e o Prémio Fipresci (atribuído pela imprensa) pela mestria impressionante do uso da pixilação, numa história delirante mas com evidente conteúdo.

Consensual foi a atribuição do Cristal de Annecy para Longa-Metragem a
«Le Chat du Rabbin», de
Joann Sfar e Antoine Delesvaux, baseado na BD homónima do primeiro, e que será certamente uma daquelas fitas para vir a colocar ao lado de
«Persépolis» ou
«Belleville Rendez-vous» na lista das fitas europeias de peso e reconhecimento mundial. O doloroso e sensível
«Colorful», de Keiichi Hara conquistou simultaneamente o Prémio do Público e uma Menção Especial do Júri.

Apesar da elevada participação portuguesa em Annecy, nenhum filme nacional saiu premiado da cerimónia (embora «Viagem a Cabo Verde», de José Miguel Ribeiro, fosse, sem favor, um dos dois ou três melhores filmes da competição), mas Portugal viria a sair premiado de Annecy 2011: O projeto de curta-metragem
«Amélia e Duarte», de
Maria Alice Eça Guimarães Azevedo e
Mónica Fernandes dos Santos, conquistou o Prémio Canal +, Folimage, ONF, que garante o reconhecimento (e consequente financiamento) destas três incontornáveis instituições. O filme, em fase de storyboard, será feito com animação de recortes, pixilação, animação de objetos e fotografia.


Veja aqui a lista completa de premiados.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.