Numa indústria cinematográfica onde os grandes projetos parecem ser quase exclusivamente sequelas (ou originais já a pensar nelas), novas versões de sucessos antigos ou adaptações de "comic books", Leonardo DiCaprio é uma anomalia.

Embora "Titanic 2" se adivinhasse complicado, certamente que seria possível fazer sequelas ou prequelas de "Inception / A Origem" ou "O Corpo da Mentira". Com um pouco de imaginação, até podia ter existido uma prequela sobre as suas personagens em "The Departed: Entre Inimigos" ou "Diamante de Sangue".

Mas agora que Denzel Washington confirmou "The Equalizer 2" e a não ser que se conte "Critters 3 - O Regresso", o primeiro filme que fez quando era adolescente e lançado diretamente em vídeo em 1991, DiCaprio é a única grande estrela masculina de Hollywood que passa completamente ao lado desses fenómenos que fazem mexer a indústria.

Numa entrevista à Variety ao lado de Alejandro González Iñarritu, para promover o seu recente trabalho em conjunto "The Revenant - O Renascido", o ator explicou as razões para essas omissões no currículo.

"Para mim, cada filme que fiz tem sido uma peça de arte individual. Isso não quer dizer que não faria algo que tivesse sequelas. Alguns dos melhores filmes do mundo — "O Padrinho" — tiveram sequelas. "O Padrinho — Parte 2" é fantástico. Leio um argumento, ele tem um princípio e um fim. É difícil imaginar ser ressuscitado outra vez. Simplesmente nunca aconteceu."

Mas Iñarritu aproveitou para brincar, afirmando que está pronto para mudar essa situação.

"Estamos a preparar 'O Renascido 2'", adiantou, ao mesmo tempo que DiCaprio revirava os olhos perante a possibilidade de repetir o que foi uma complicada rodagem em termos físicos e técnicos em que até fígado de bisonte cru comeu.

“Isso seria divertido. Começamos amanhã a pré-produção.”, avisou o realizador.

Trailer de "The Revenant  O Renascido".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.