A Lucasfilm negou a intenção de ressuscitar digitalmente Carrie Fisher para futuros filmes da saga "Star Wars" após a sua morte a 27 de dezembro.

Na sexta-feira, a BBC Newsnight  tinha avançado que o estúdio, "com o que pode ser considerado uma pressa indecorosa", estava a "negociar com os responsáveis pelo património de Carrie Fisher a sua presença contínua na saga "Star Wars"".

"Normalmente, não costumamos responder à especulação dos fãs ou da imprensa, mas existe um rumor a circular que gostaríamos de abordar. Podemos garantir aos nossos fãs que a Lucasfilm não tem planos para recriar digitalmente a interpretação de Carrie Fisher como Princesa ou General Leia Organa", avança o comunicado no site oficial starwars.com.

"Carrie Fisher foi, é e será sempre membro da família Lucasfilm. Ela foi nossa princesa, nossa general e, mais importante, nossa amiga. Ainda estamos a sofrer com a sua perda. Estimamos a sua memória e o seu legado como Princesa Leia e iremos sempre esforçar-nos por honrar tudo o que ela deu a 'Star Wars'", conclui a declaração.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.