A NOS Cinemas e a NLC Cinema City confirmaram oficialmente hoje (30) a reabertura das suas salas para esta quinta-feira, 2 de julho.

A NOS Cinemas é a maior exibidora nacional, com 219 salas, o que representa 40,9% do total de ecrãs (537). A NLC Cinema City é a terceira, com 46 salas.

As salas estavam encerradas respetivamente desde 16 e 17 de março por causa da COVID-19 e não reabriram a 1 de junho, dia estipulado pelas autoridades para a reabertura geral de salas de espetáculos, teatros e cinemas.

Após a Cineplace (85 salas) ter avançado ontem com o regresso também para 2 de julho, entre os grandes exibidores apenas a UCI Cinemas não anunciou os planos para as suas salas do El Corte Inglés (Lisboa) e UBBO (Amadora). As do Arrábida Shopping (Porto) reabriram atividade a 8 de junho.

A previsível reabertura das salas NOS é nacional, enquanto a Cinema City, após ter começado com Alvalade (Lisboa) a 8 de junho, faz o mesmo com as que faltavam em Lisboa, Alfragide, Setúbal e Leiria.

As duas empresas anunciam a reabertura será acompanhada da adoção das medidas necessárias para garantir a segurança, como o uso obrigatório de máscaras, a venda de lugares intercalados para garantir uma distância mínima entre espectadores, horários de sessões mais intervalados e eliminação de intervalos nas sessões, reforço da higiene e limpeza dos espaços, venda de bilhetes online e pagamentos automáticos.

Além das normas da Direção-Geral de Saúde, a NOS Cinemas destaca em comunicado que recorreu adicionalmente a "um processo independente de certificação, realizado pelo ISQ (Instituto da Soldadura e Qualidade), para validar todos os procedimentos exigidos", recebendo todas as salas o selo de Confiança na categoria "Safe Places. Safe People".

Num período inicial, o preço dos bilhetes também será reduzido para incentivar o regresso dos espectadores.

Até 22 de julho, estará a 5 euros o valor do bilhete para uma sessão normal (2D) nos Cinemas NOS, enquanto as de outros formatos (IMAX, 4DX, ScreenX e XVision) será de 7 euros. A Cinema City anunciou que os bilhetes terão um preço único de 5 euros, sem indicar um fim de prazo.

Para as próximas semanas, a reabertura será com filmes da produção americana independente e europeia, o regresso de títulos em exibição antes do fecho das salas e o ciclo dedicado ao realizador Christopher Nolan, com a reposição de "Dunkirk", "Interstellar" e "Inception".

Pedro Mota Carmo, responsável da NOS Cinemas, destaca que se trata de "uma programação diversificada com novos filmes em estreia representa, de forma responsável, um passo importante na dinamização do setor da cultura e entretenimento em Portugal".

Tal como acontece a nível internacional, os cinemas aguardam as estreias em agosto das grandes filmes de Hollywood, como "Tenet", precisamente de Nolan, e “Mulan”, da Disney.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.