Mike Leigh, judeu, 67 anos, informou sobre a decisão de cancelar a sua participação num encontro organizado pela Escola de Cinema e Televisão Sam Spiegel de Jerusalém, segundo uma carta dirigida ao director do estabelecimento e publicada no site do instituto.

«Sempre senti reservas em relação à minha visita, em particular depois do catastrófico ataque [da marinha israelita] contra a frota», referindo-se à frota humanitária pró-palestiniana que pretendia furar o bloqueio israelita a Gaza. No ataque morreram nove pessoas em Maio passado.

«Desde então, a actuação do governo vai de mal a pior, e estou cada vez mais incomodado em relação à visita. Se acontecesse, sem dúvida pareceria que dou um apoio implícito a Israel», explicou o realizador.

Leigh precisou estar consternado com a não renovação da moratória de dez meses à colonização judia na Cisjordânia, que expirou a 26 de Setembro.

«Este projecto de lei sobre jurar fidelidade, é a gota de água. Não posso ir, não quero ir, e não vou», concluiu.

Mike Leigh é um conhecido pelo seu trabalho como encenador, realizador e argumentista.
«Segredos e Mentiras»,
«Vera Drake» e
«Um Dia de Cada Vez» são alguns dos seus mais importantes filmes.

SAPO/AFP

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.