O ator italiano Riccardo Garrone, que participou em filmes como “A Doce Vida” (1960), de Federico Fellini, morreu esta segunda-feira em Milão aos 90 anos, informaram meios de comunicação social locais.

Conhecido em Itália por ser um dos protagonistas dos filmes de comédia no país, Garrone dedicou mais de 50 anos da sua vida ao mundo do cinema e da televisão, somando mais de 170 trabalhos.

No grande ecrã, para além de Fellini, celebrou-se como ator secundário às ordens de realizadores como Mario Monicelli ("Pais e Filhos", "O Médico e o Charlatão" e "Toh, è morta la nonna!"), Dino Risi ("Pobres Mas Belas", "Veneza, a Lua e Tu", "Os Complexos"), Luigi Zampa ("A Bela Romana", "O Herói da Cidade", "Casamento por Procuração"), Ettore Scola ("Se Permettete Parliamo di Donne", "La Cena") e Damiano Damiani ("La Rimpatriata").

Em televisão, um dos seus papéis mais importantes foi o de Nicola Sorali, em 1998, na série italiana “Un Medico in Famiglia”, um sucessoque conheceu versões em Espanha ou Portugal, e mais recentemente fez de São Pedro no anúncio da conhecida marca de café italiana Lavazza.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.