Quentin Tarantino escreveu uma carta aberta a todos os que vão ver o seu novo filme no festival de Cannes, pedindo-lhes para não fazerem revelações sobre a história.

"Era Uma Vez ... em Hollywood", um dos mais aguardados filmes do festival, será exibido esta terça-feira na Croisette, simbolicamente o mesmo dia em que, há 25 anos, foi atribuída a Palma de Ouro a "Pulp Fiction", precisamente de Tarantino.

O realizador já está no festival desde sábado, aparecendo de surpresa com a esposa, a cantora israelita Daniella Pick, na projeção de  "The wild goose lake", do chinês Diao Yinan.

A mensagem partilhada nas redes sociais esta segunda-feira começa com "Adoro o Cinema. Vocês adoram o Cinema. É a viagem de descobrir uma história pela primeira vez".

"Estou entusiasmado por estar aqui em Cannes para partilhar "Era Uma Vez ... em Hollywood" com o público do festival. O elenco e a equipa trabalharam muito para criar algo original, e só peço que todos evitem revelar qualquer coisa que impeça o público a seguir de experimentar o filme da mesma forma". Obrigado.", conclui.

A acompanhar a mensagem nas redes sociais surge a hashtag #NoSpoilersInHollywood [nada de spoilers em Hollywood].

No ano passado, a organização do Festival de Cannes já tinha alterado regras e apertado o embargo de informações aos jornalistas nas redes sociais para proteger os filmes e as pessoas neles envolvidas.

Os filmes com sessões às 19h00, normalmente antestreias mundiais e concorrentes à Palma de Ouro com direito a passadeira vermelha, passaram a ser vistos ao mesmo tempo pelos críticos e o público "normal", em salas diferentes, quando antes eram vistos pela comunicação social de manhã.

Já os filmes com antestreias às 22h00 passaram a ser mostrados à imprensa apenas na manhã seguinte, enquanto as que se realizam à tarde da secção competitiva ou Um Certain Regard , onde já existe mistura de imprensa e público, não sofreram alterações.

Num entrevista, o diretor-geral Thierry Frémaux explicou que assim o suspense seria total, mas podia ter acrescentado que as alterações procuraram evitar que o destino de um filme ficasse selado ainda antes da antestreia mundial pelas boas ou más reações dos duros críticos de Cannes.

Com estreia agendada para o dia 8 de agosto em Portugal, "Era Uma Vez ... em Hollywood" tem como protagonistas Brad Pitt e Leonardo DiCaprio. A ação decorre em Los Angeles em 1969, envolve algumas figuras reais e tem como pano de fundo o brutal assassinato de Sharon Tate, grávida de oito meses e meio, às mãos de Charles Manson.

Leonardo DiCaprio interpreta uma estrela de westerns televisivos na mó de baixo que tenta dar o salto para o grande ecrã e que é vizinho de Tate, interpretada por Margot Robbie. Brad Pitt dá vida ao seu duplo e melhor amigo.

Além de Tate, atriz de filmes como “O Vale das Bonecas" e “Por Favor, Não me Morda o Pescoço”, há outras grandes estrelas a surgir como personagens no filme, como Steve McQueen e Bruce Lee, interpretados respetivamente por Damien Lewis e Steve Cho, e o realizador Roman Polanski, à época casado com Sharon Tate, que será encarnado por Rafal Zawierucha.

O restante elenco de estrelas inclui nomes como Lena Dunham e Dakota Fanning, a interpretar duas seguidoras de Manson, além de Luke Perry, Emile Hirsch, Dakota Fanning, Al Pacino, Tim Roth, Kurt Russell, James Marsden e Michael Madsen.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.