Uma nova versão de "Os Anjos de Charlie" estreou no último fim de semana nos EUA e já entrou na lista das grandes desilusões de 2019.

As previsões apontavam para receitas na zona dos 30 milhões, mas ficaram pelos 8,4 milhões de dólares e uma terceira posição nos mais vistos, atrás da estreia de "Le Mans '66: O Duelo" e o segundo fim de semana de "Midway".

Os analistas falam numa má combinação entre a ausência do factor "a não perder" (como tinha "Joker"), uma desinspirada campanha de marketing e mais nenhuma estrela para além de Kristen Stewart a dar a cara.

Tal como aconteceu com "X-Men: Fénix Negra", "MIB: Homens de Negro - Força Internacional" e "Exterminador Implacável: Destino Sombrio", "Os Anjos de Charlie" está a ser outra desilusão na tentativa de relançar sagas antigas, mas o sinal é considerado mais desmotivador por ter mulheres tanto à frente como atrás das câmaras e ter falado a sua potencial audiência.

Após ter explicado em várias entrevistas como os filmes de ação protagonizados por mulheres parecem destinados a fracassar nas bilheteiras, a realizadora, produtora, argumentista e atriz Elizabeth Banks (à direita na foto) assumiu orgulhosamente a sua derrota.

"Bem, se vais ter um 'flop', certifica-te que o teu nome aparece nele pelo menos 4 vezes. Estou orgulhosa de 'Os Anjos de Cahrlie' e feliz que exista no mundo", anunciou nas redes sociais.

"Os Angos de Charlie" estreia nos cinemas portugueses a 28 de novembro.

VEJA O TRAILER.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.