O "Em Foco" do festival vai debruçar-se sobre o trabalho dos dois cineastas, de gerações bem diferentes, uma vez que Petit se iniciou em 1979, com “Radio On”, um ‘road movie’ com banda sonora de músicos como David Bowie e Kraftwerk, enquanto Piñeiro tem 36 anos e tem-se dedicado a adaptar Shakespeare para cinema.

“No Porto/Post/Doc será possível ver grande parte da obra de Chris Petit, num programa que reúne curtas e longas metragens, algumas das quais exibidas pela primeira vez em Portugal”, anunciou hoje a organização, em comunicado, em que dá conta da presença do realizador em Portugal para apresentar as obras.

Depois da projeção de “Negative Space”, um “filme experimental que reflete sobre o modo como vemos e recordamos as imagens”, Petit vai conversar com a crítica e investigadora britânica Laura Mulvey.

Também Piñeiro estará no Porto, a acompanhar a exibição de cinco obras, entre elas “Viola”, “In The Museum” ou “La Princesa de Francia”, este último em competição para melhor filme no Festival de Locarno.

O argentino escolheu ainda um filme para ser exibido no âmbito do programa de ‘carta branca’ do evento, no caso “Il Monte delle Formiche”, documentário do italiano Riccardo Palladino que terá estreia em Portugal depois de ter valido o prémio de Melhor Realizador Emergente em Locarno.

As novidades na programação engrossam a lista de exibições já anunciadas, entre as quais uma retrospetiva dos portugueses António Reis e Margarida Cordeiro, que contará com um programa de conversas e a projeção de uma versão restaurada e digitalizada de “Trás-os-Montes”, uma “obra maior do cinema português”.

“No Porto serão exibidos: ‘Jaime’ (1974), ‘Trás-os-Montes’ (1976), ‘Ana’ (1985) e ‘Rosa de Areia’ (1989), num programa que reafirma a importância do seu trabalho [da dupla de realizadores], no contexto de um país entregue à ditadura, e questiona a forma como o seu trabalho viria a influenciar aquilo que é, hoje, o cinema português”, apontou a organização.

Por seu lado, o seminário Fórum do Real vai contar com um painel intitulado “Rever Reis e Cordeiro”, com convidados ainda por anunciar.

Outro dos destaques do programa é a oficina que vai ter como título “Texts of muteness: maternal silences and cinema as an expressive mode” (“Textos da mudez: silêncios maternais e o cinema como um modo expressivo”, em tradução livre do inglês), dirigida pela investigadora britânica Laura Mulvey.

O ‘workshop’ vai realizar-se de 27 a 29 de novembro, com enfoque sobre as questões de género.

O Porto/Post/Doc vai passar pelo Rivoli, pelos cinemas Passos Manuel e Trindade, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, pelo Maus Hábitos e pela Universidade Católica Portuguesa.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.