A participação de Volodymyr Zelensky nos Óscares terá sido rejeitada pelos produtores da cerimónia.

Amy Schumer, uma das anfitriãs juntamente com Wanda Sykes e Regina Hall, revelou no programa de Drew Barrymore que uma das ideias que sugeriu foi a participação do presidente da Ucrânia durante a cerimónia, fosse por satélite ou através de uma mensagem previamente gravada.

Amy Schumer

"Acho que sem dúvida que existe pressão de uma forma para isto ser tipo 'Isto são uma diversão, deixem as pessoas esquecer, só queremos ter esta noite', mas é como 'Bem, temos tantos olhos e ouvidos neste espetáculo'. Acho que é uma grande oportunidade para, pelo menos, falar de algumas coisas. Tenho algumas piadas que, de certa forma, abordam a situação atual", explicou a atriz e comediante antes de acrescentar que há "tantas coisas horríveis" a acontecer que parece difícil saber em qual é que se deve focar.

"Na verdade, sugeri encontrar uma forma de ter o Zelensky por satélite ou fazer uma gravação ou algo do género simplesmente porque há tanta atenção nos Óscares", revelou.

O facto de ter revelado a ideia e o que acrescentou a seguir dão a entender que esta foi "vetada" por Will Packer e Shayla Cowan, produtores da cerimónia, juntamente com a Academia e canal ABC: "Não tenho medo de ir por aí, mas não sou eu que estou a produzir os Óscares".

A cerimónia está marcada para 27 de março em Los Angeles.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.