"Mulher-Maravilha" é a grande surpresa da lista de nomeações para os melhores filme de 2017, anunciada esta sexta-feira pelo sindicato dos produtores de cinema nos EUA (Producers Guild of America, PGA).

Ao grande sucesso do verão realizado por Patty Jenkins junta-se um segundo filme realizado por uma mulher, "Lady Bird", de Greta Gerwig, o que era mais esperado, tal como a presença de "Dunkirk", "A Forma da Água", "The Post", "Foge", "Três Cartazes à Beira da Estrada", e "Chama-me Pelo Teu Nome".

Menos favorecidos por outros prémios nas últimas semanas, "Amor de Improviso", "Eu, Tonya" e "Jogo da Alta-Roda" também estão na lista que, pela primeira vez, tem 11 títulos em vez de dez por causa de um empate, sinal de grande diversidade da votação.

A Academia que atribui os Óscares usa um sistema de apuramento de que podem resultar entre cinco a dez nomeados, mas os prémios dos PGA são um importante indicador do que pensam os profissionais do interior de Hollywood e antecipam as prováveis escolhas da Academia que atribui os Óscares: os organizações partilham muitos dos membros e também o processo de votação.

Mais dos 75% dos nomeados na história dos prémios PGA entraram subsequentemente na corrida ao Óscar de Melhor Filme. Mais relevante: nunca houve um filme que tivesse ganho o Óscar sem ter sido nomeado pelos PGA.

Este ano, esse dado coloca em grande desvantagem "A Hora Mais Negra", "Linha Fantasma", "Todo o Dinheiro do Mundo", "Um Desastre de Artista", "The Florida Project" (o "indy" mais acarinhado da temporada), "Blade Runner 2049", "Baby Driver" ou "Mudbound" (do Netflix).

Nos últimos dez anos, as escolhas dos vencedores entre as duas organizações também só não coincidiram duas vezes, precisamente as últimas: "A Queda de Wall Street" e "La La Land" foram os melhores para os PGA, a Academia preferiu "O Caso Spotlight" e "Moonlight".

Nas nomeações para Melhor Filme de Animação também não existem surpresas: "Coco", "The Boss Baby", "Gru, O Maldisposto 3", "Ferdinando" e "Lego Batman: O Filme".

Em televisão, regressam favoritos e há grandes ausências

"Big Little Lies", "The Crown", "A Guerra dos Tronos", "The Handmaid’s Tale" e "Stranger Things" concorrem ao prémio de Melhor Série Dramática, "Curb Your Enthusiasm", "The Marvelous Mrs. Maisel", "Master of None", "Silicon Valley" e "Veep" são as escolhas em comédia.

Nos dramas, notam-se as ausências de "This Is Us", "Better Call Saul", "House of Cards", "Mindhunter", "The Deuce", "The Good Doctor" e "American Gods". Por sua vez, não há rasto das comédias "Modern Family", Black-ish", "Will & Grace", "GLOW", "Insecure", "The Good Place", "Better Things" e "Unbreakable Kimmy Schmidt".

Nos telefilmes ou séries de curta duração surgem "Black Mirror", "Fargo", "FEUD: Bette and Joan", "Sherlock: The Lying Detective" e "The Wizard of Lies", ficando de fora "Twin Peaks", "Top of the Lake: China Girl", "The Sinner", "Godless" e "Genius".

Destaque ainda em televisão para os programas de variedades ou "talk-shows": "Full Frontal with Samantha Bee", "Jimmy Kimmel Live!", "Last Week Tonight with John Oliver", "The Late Show with Stephen Colbert" e Saturday Night Live".

Os premiados serão conhecidos a 20 de janeiro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.