O filme "God’s Own Country", primeira longa-metragem de Francis Lee, abre hoje o Festival Internacional de Cinema Queer Lisboa, numa edição que contará com uma retrospetiva dedicada à artista multimédia taiwanesa Shu Lea Cheang.

A 21.ª edição do Queer Lisboa vai decorrer até ao dia 23 sobretudo no Cinema São Jorge, mas com atividades paralelas noutros espaços.

Da programação, o diretor do festival, João Ferreira, destacou à agência Lusa a presença em Portugal de Shu Lea Cheang, "um dos nomes mais relevantes no cinema queer atualmente", que dará uma 'masterclass' no Museu do Chiado, parceiro da retrospetiva que lhe é dedicada.

Em Lisboa vão estar, entre outros, o artista e ator pornográfico Colby Keller, para apresentar o projeto "Colby Does America", e o realizador brasileiro Marcelo Caetano, que apresentará "Corpo Elétrico".

Entre as curtas-metragens selecionadas estão "Où En Êtes-Vous, João Pedro Rodrigues?”, de João Pedro Rodrigues, “Coelho Mau”, de Carlos Conceição, “Os Humores Artificiais”, de Gabriel Abrantes, e "Phantom", de Gonçalo Almeida.

O festival, dedicado à temática gay, lésbica, bissexual, transgénero e transsexual, encerrará com o filme brasileiro “Mãe só há uma", de Anna Muylaert.

Além do Queer Lisboa, volta este ano a ser organizado o Queer Porto, de 4 a 8 de outubro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.