R. Lee Ermey, que se tornou muito conhecido como o sargento Hartman em "Full Metal Jacket", "Nascido Para Matar" em Portugal, morreu aos 74 anos.

O ator, que tinha a alcunha "The Gunny", morreu no domingo de manhã na sequência de complicações provocadas por uma pneumonia, informou o seu agente através do Twitter.

O militar de linha dura instrutor dos recrutas nas cenas na academia de fuzileiros antes de serem enviados para a guerra do Vietname tornou-o popular e era uma realidade que conhecia bem: foi inicialmente contratado como consultor para o filme de Stanley Kubrick de 1987 precisamente por ter sido um instrutor do corpo de fuzileiros durante esse conflito.

Existem duas versões para a forma como conseguiu o papel do sargento Hartman: uma diz que gravou 15 minutos de insultos brutais em cassete sem vacilar ou piscar os olhos, apesar de continuamente bombardeado com bolas de ténis e laranjas, o que impressionou o realizador; a outra versão é que pediu o papel do militar de linha dura porque achava que os atores que faziam de recrutas não estavam preparados e quando Kubrick recusou, o mandou colocar-se em sentido e este instintivamente obedeceu.

No que não há dúvidas é que Kubrick ficou impressionadíssimo e o contratou, mas não ficou por aí: deixou-o improvisar os diálogos com os cadetes (representados, entre outros, por Matthew Modine e Vincent D'Onofrio), algo até então impensável nos seus filmes. As suas cenas também foram filmadas em dois ou três "takes", o que também era muito raro no realizador.

Além dos prémios e nomeações, a personagem de "Nascido Para Matar" marcou a carreira, seguindo-se outras no mesmo género onde projetava autoritarismo e capacidade de liderança. Entre os cerca de 55 trabalhos no cinema destacam-se "Mississípi em Chamas" (1988), "Sommersby, o Regresso de Um Estranho (1993)", "Seven - 7 Pecados Mortais" (1995), "A Última Caminhada" (1995), "Prefontaine" (1997, foto em baixo) e "Massacre no Texas" (2003). Inevitavelmente foi ainda o "sargento verde" nos filmes de animação "Toy Story" (1995-2010).

Nascido em 1944, R. Lee Ermey teve uma adolescência turbulenta e depois de já ter duas detenções aos 17 anos, deram-lhe a escolher entre a prisão ou o serviço militar. Escolheu a segunda opção e acabou por se tornou instrutor e mais tarde esteve 14 meses  no Vietname.

Pelos ferimentos sofridos, esse percurso terminou em 1972 e o cinema entrou na sua vida quando estava nas Filipinas a estudar na universidade: foi contratado para ser conselheiro técnico em "Apocalypse Now" (apenas estreado em 1979), de Francis Ford Coppola, acabando por acumular com o papel de um piloto de helicópteros. Seguiu-se outro papel em "Os Rapazes da Companhia C" (1978)... e outro instrutor de fuzileiros.

Para além do cinema, apareceu ainda em vários jogos de vídeo e como ator convidado em série de televisão e anúncios publicitários, além de ser o apresentador de "Mail Call", respondendo a perguntas sobre assuntos militares, "Lock N’ Load with R. Lee Ermey" e "Gunny Time", que andavam à volta do tema das armas.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.