A onda de entusiasmo pela chegada do primeiro filme "Star Wars" desde 1983 com Mark Hamill, Harrison Ford e Carrie Fisher, vai enfrentar um previsível obstáculo.

A Cinemark, uma das maiores cadeias de salas de cinema nos EUA,  baniu os sabres de luz das sessões de "Star Wars: O Despertar da Força".

O aviso surge em letras pequenas por debaixo da informação da pré-venda de bilhetes: "Trajes de 'Star Wars' são bem-vindos. No entanto, rostos cobertos, pintados ou armas simuladas (incluindo sabres de luz ou pistolas Blater) não serão permitidos no edifício."

Outra importante cadeia, a AMC, tem uma política semelhante, embora mais permissiva: permite os sabres, mas com a condiçãode ficarem desligados durante a exibição do filme.

"A pistola Blaster e a máscara Darth Vader são para ficar em casa", reforça o aviso.

As restrições colocam em evidência as preocupações crescentes com a segurança nos cinemas que se seguiram aos tiroteios durante uma sessão de "O Cavaleiro das Trevas Renasce" em 2012 e "Descarrilada" já este verão. Ainda em agosto, um novo incidente foi evitado e as revistas de malas aumentaram, enquanto prosseguem os debates sobre a instalação de detetores de metais à entrada das salas.

"Star Wars: O Despertar da Força" estreia a 17 de dezembro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.