Em março, Sacha Baron Cohen explicou as razões para abandonar o'biopic' sobre o vocalista dos Queen Freddie Mercury e agora chegou a posição do "outro lado".

No programa de rádio de Howard Stern, Cohen disse que tinha deixado o projeto, uma paixão com muitos anos, porque queria focar-se na vida extrema de Mercury e os Queen queriam diluir a história, destacando a forma como a banda sobreviveu à morte do seu carismático líder.

Agora, em entrevista ao Daily Mail, Brian May não podia estar em mais desacordo com as afirmações do ator.

"Sacha tornou-se um idiota. Tivemos uns tempos simpáticos à volta de ideias com Sacha, mas ele saiu dos carris e disse coisas que não são verdadeiras sobre o que aconteceu".

May acrescentou que os Queen não tinham qualquer intenção de esconder as partes mais desagradáveis da história.

"Somos o tipo de pessoas que alguma vez fugiu à verdade? Acho que não".

Segundo o mesmo ponto de vista, afinal a banda simplesmente achou que Cohen não era a pessoa mais indicada para o papel.

"Por razões muito boas, que se tornarão evidentes se virem o que ele ultimamente tem feito", numa referência nada subtil ao fracasso de "Irmãos e Espiões".

O projeto continua em frente e se May já tem alguém em vista para ser Freddie Mercury: Ben Whishaw.

"Ele é fabuloso, um ator a sério."

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.