Depois de um ligeiro aumento no mês de janeiro, a ida dos portugueses ao cinema voltou a descer em fevereiro, totalizando 727.802 espetadores (uma quebra de 16,9 por cento em relação a fevereiro de 2013) e 3,7 milhões de euros de receita bruta de bilheteira (menos 15,2 por cento).

Nos dois primeiros meses de 2014, a distribuidora ZON Audiovisuais registou 7,2 milhões de euros de receita, um aumento de 28 por cento comparando com o mesmo período de 2013. Com aquele valor, as receitas da distribuidora representam 78 por cento do total de vendas de bilhetes.

Na exibição, a ZON também é líder nas salas de cinema em Portugal e, embora tenha registado quebras, as receitas representam 58,7 por cento do total operado.

Este ano, segundo o ICA, ainda não foi produzido qualquer filme português, tal como aconteceu no mesmo período de 2013. Entre janeiro e fevereiro de 2012, já tinham sido produzidos 12 filmes portugueses.

«7 Pecados Rurais», de Nicolau Breyner, «Eclipse em Portugal», de Alexandre Cebrian Valente, e o documentário «Estrada da Revolução», de Dânia Lucas, nenhum deles financiado pelo ICA - Instituto do Cinema e Audiovisual, foram os filmes portugueses mais vistos este ano.