«No primeiro semestre de 2011, o número de espectadores em salas de cinema foi de 7.391.431, o que corresponde a um decréscimo de 5,5 por cento em relação ao período homólogo do ano transacto (7.821.38)», revelou o ICA num comunicado hoje divulgado.

A nota dá conta ainda que, também nos primeiros seis meses deste ano, «a receita bruta de bilheteira registou valores na ordem dos 37,3 milhões de euros, menos 1,9 por cento do que em relação a 2010 (cerca de 38 milhões)».

Fevereiro foi o mês que registou as maiores quedas, menos cerca de 410 mil espectadores e menos 1,7 milhões de euros de receita bruta de bilheteira.

Maio o que registou maiores subidas, com mais 278 mil espectadores do que no ano passado, e mais 1,8 milhões de euros de receita bruta de bilheteira.


«Piratas das Caraíbas: por Estranhas Marés»
foi o filme que levou mais portugueses às salas de cinema, 435 mil, e que gerou mais receita bruta de bilheteira, 2,7 milhões de euros.

«Velocidade Furiosa 5», com 432.997 espectadores e uma receita de bilheteira de cerca de dois milhões de euros, e
«O Turista», com 421.410 espectadores e uma receita de bilheteira de cerca de dois milhões de euros, completam o top 3 dos filmes mais vistos em Portugal entre Janeiro e Junho deste ano.

O documentário
«Complexo Universo Paralelo» foi o filme português mais visto, com 17.102 espectadores, tendo arrecadado 85 mil euros em receita bruta de bilheteira.

O top 3 dos filmes nacionais mais vistos fica completo com mais dois documentários:
«A Cidade dos Mortos», visto por 6.576 pessoas e com uma receita de 31.500 euros, e
«48», que teve 3.129 espectadores e uma receita de 15 mil euros.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.