Seis filmes com produção portuguesa, entre os quais "Diários de Otsoga", "Suspensão" e "Nestor", integram o Festival de Cinema de Melbourne, que decorre na Austrália, apenas online por causa da COVID-19.

O festival deveria ter acontecido presencialmente em sala, mas acabou por ser convertido para um evento 'online', uma vez que a Austrália enfrenta um novo confinamento para fazer face ao aumento de casos de infeção no país.

A programação desta edição conta com seis filmes com produção ou coprodução portuguesa, nomeadamente "Diários de Otsoga", primeiro filme conjunto de Miguel Gomes e Maureen Fazendeiro, rodado no verão passado já em plena pandemia, com os atores Crista Alfaiate, Carloto Cotta e João Nunes Monteiro e toda a equipa técnica confinada numa casa.

"Diários de Otsoga", que está a fazer um percurso por festivais internacionais, depois de ter sido estreado no festival de Cannes, chega aos cinemas portugueses na quinta-feira.

No festival de Melbourne estão ainda as curtas-metragens portuguesas "Nestor", de João Gonzalez, e "Suspensão", de Luís Soares, assim como "Espíritos e rochas: Um mito açoriano”, da cineasta suíço-turca Aylin Gökmen, rodado nos Açores.

A longa-metragem "Gaza, mon amour", dos irmãos palestinianos Arab e Tarzan Nasser e parcialmente rodado em Portugal, e a curta documental "To feather, to wither", da finlandesa Hanna Hovitie, feito no contexto do programa DocNomads, do qual faz parte, também integram o festival australiano, que termina no dia 22.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.