É oficial: Shailene Woodley não vai continuar na saga "Divergente".

Na terça-feira à noite, na antestreia da minissérie da HBI Big Little Lies, a intérprete da protagonista Tris foi questionada pela Vanity Fair sobre se iria entrar no último filme e a resposta foi curta e esclarecedora: "Não. Não vou entrar na série".

Recorde-se que "Divergente" (2014) e "Insurgente" (2015) foram sucessos, mas "Da Série Divergente: Convergente", lançado em março de 2016, foi um grande fracasso nas bilheteiras.

O estúdio percebeu que não tinha um novo "Twilight" e cancelou os planos para estrear nos cinemas "Ascendant", que se ia chamar em Portugal "Convergente: Parte 2". A solução encontrada foi terminar a história com um telefilme que também servirá para o lançamento de uma série televisiva com novas personagens.

Neil Burger, que realizou "Divergente", disse que foi um erro dividir o último livro em dois filmes, como agora é habitual em Hollywood, e o CEO do estúdio Lionsgate também declarou que "talvez tenhamos apressado um pouco o terceiro filme em vez de o prepararmos calmamente com tempo".

Em setembro de 2016, Shailene Woodley já tinha dito que "Não assinei [contrato] para estar em televisão. Por respeito ao estúdio e a todos os envolvidos, eles podem ter mudado de ideias e podem estar a fazer algo diferente, mas não estou necessariamente interessada em fazer televisão".

Também Ansel Elgort e Miles Teller, respetivamente Caleb Prior e Peter Hayes, confirmaram no verão que não estavam interessados no novo projeto.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.