Os posters de "Smurfs: A Aldeia Perdida" chegaram às ruas de Israel no domingo, mas os que estão disponíveis numa cidade perto de Tel Aviv têm uma ligeira diferença.

Em Bnei Brak, os quatro Smurfs passaram a três: Sabichão, Óculos e Valentão perderam a companhia da Smurfina, a representante 'feminina' do grupo.

A distribuidora do filme diz que o outdoor específico é uma prática normal nos enclaves ultra-ortodoxos para não ferir suscetibilidades pois os judeus mais religiosos estão proibidos de olhar para imagens de mulheres para preservar a dignidade destas.

Asssim sendo, elas acabam por ser removidas de jornais, catálogos e publicidade. E a 'proteção' é generalizada: no acompanhamento das eleições presidenciais norte-americanas, os sites ultra-religiosos nunca colocaram a imagem de Hillary Clinton.

Nesse sentido, os posters de filmes recebem o mesmo tratamento com naturalidade, como aconteceu por exemplo com Jennifer Lawrence na saga "Hunger Games".

No entanto, a remoção da Smurfina é uma originalidade e está a ser ridicularizada pelos israelitas seculares nas redes sociais.

No país já se antecipa nova polémica com a estreia de "Mulher-Maravilha", em que a estrela principal é a israelita Gal Gadot.

Uma representante da atriz já disse mesmo ser provável que seja criado um poster especial para as comunidades religiosas com a imagem mais 'segura' de Chis Pine, que tem um appel secundário como o namorado da guerreira amazona.

O outdoor com a Smurfina que está disponível na maior parte de Israel.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.